MP do distrato de imóveis prejudica consumidor