O que você precisa saber antes de investir em salas comerciais? Descubra!

2018-03-16

3 MIN. DE LEITURA

O mercado imobiliário é volátil, mas isso não compromete a segurança e a rentabilidade do investimento. Observar variações de preços para um curto espaço de tempo pode levar a distorções. No “boom” imobiliário, a percepção é otimista. Já em meio à crise econômica, prevalece o pessimismo. Ao investir em salas comerciais, esses movimentos devem ser considerados, mas de forma criteriosa e adicional a outras análises necessárias.

Quem investiu em um imóvel comercial no último quadrimestre de 2007, antes do “boom” imobiliário, chegou ao final de 2017, no período pós-crise, com uma taxa de retorno total de 400%, de acordo com o Índice Geral do Mercado Imobiliário Comercial (IGMI-C). Só que, para fazer um bom negócio e aproveitar oportunidades como essa, alguns cuidados precisam ser adotados. Confira as dicas que trazemos neste artigo!

Privilegie a localização

Um bom ponto comercial é sempre alvo de muita disputa por compradores e locatários. Afinal de contas, estar em uma localização privilegiada e com acesso facilitado aos clientes é um diferencial. Por isso, ao investir em salas comerciais, avalie a localização. O que precisa ser observado é::

  • fluxo de pessoas;
  • estacionamentos;
  • fácil acesso ao local;
  • opções variadas de transporte.

Avalie o potencial de valorização da região

A área de localização é um dos fatores que contribui para a valorização do imóvel comercial e que pode potencializar muito a rentabilidade do investimento. É o caso de regiões que estão em desenvolvimento ou que serão alvo de intervenções de melhorias. Isso torna possível investir em salas comerciais que, no presente, estão com preços atrativos para o investidor — muitas vezes, até abaixo da média do mercado.

Só que a tendência de alta precisa ser estudada. Para isso, verifique se existem projetos públicos ou privados para o local, como:

  • construção de centros comerciais;
  • intervenções de infraestrutura viária;
  • criação de linhas de transporte público;
  • investimentos em tecnologia ou áreas verdes.

Um dos documentos que precisam ser verificados, nesse caso, é o plano diretor da cidade, em que constam restrições construtivas ou oportunidades de melhorias.

Verifique as condições do imóvel

As instalações da sala comercial precisam ser verificadas com atenção. Isso pressupõe uma vistoria criteriosa quanto à parte elétrica, hidráulica e estrutural. Além disso, as condições de segurança e acessibilidade do prédio também precisam ser consideradas. Entre os pontos a serem observados, verifique se existem elevadores e saídas de emergência, além de possíveis problemas, como vazamentos.

A quantidade e a qualificação dos profissionais que atendem ao conjunto comercial também são importantes: existem recepcionistas, seguranças e serviço de limpeza? Veja, ainda, a infraestrutura tecnológica do local, como câmeras de segurança, sistemas de controle de acesso e instalações de redes de telefonia e Internet.

Analise a documentação e questões legais

Para investir em salas comerciais sem correr o risco de enfrentar problemas futuros, é necessário fazer uma análise de registros e situações legais. Esse procedimento reduz os riscos com passivos que poderão encarecer o investimento.

Toda a documentação deve estar regularizada — isso inclui questões tributárias, estruturais e jurídicas. Ou seja, não deve haver débitos com o Fisco, nem com o Corpo de Bombeiros e a prefeitura. Além disso, atente para possíveis ônus legais, como é o caso de imóveis hipotecados.

Consulte especialistas em mercado imobiliário

Depois de identificar o melhor imóvel comercial para adquirir, é fundamental fazer uma análise de risco. Esse cuidado evita que a oportunidade de fazer um bom investimento se torne um problema oneroso. Os riscos jurídicos precisam ser gerenciados adequadamente. Por isso, o indicado é sempre buscar a orientação de profissionais e empresas especialistas em mercado imobiliário.

Você viu, neste artigo, que investir em salas comerciais é um bom negócio, desde que sejam tomados alguns cuidados. Para acompanhar mais conteúdos como este, siga nossas publicações em nosso Facebook.

Scroll to top