COMO FICAM AS COTAS CONDOMINIAIS DIANTE DO COVID-19